Informações

Assessoria de Imprensa


FlexServices, da Crowley, recebe prêmio ABANET / MSN


Rio de Janeiro, 30 de novembro de 2004 - Na noite de ontem em São Paulo, a Crowley Broadcast Analysis do Brasil recebeu o prêmio ABANET/MSN, promovido pela ABA- Associação Brasileira de Anunciantes e patrocinado pela MSN, na categoria e-Services, prata, pelo seu Case FlexServices.

A Crowley, conhecida no mercado publicitário pelos seus serviços de auditoria, checking e inteligência de mídia no Rádio, MediaSpot, e no mercado fonográfico pela auditoria musical nas rádios, MusicMedia, no início desse ano firmou Convênio com a ABERT – Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão para a extensão dos serviços de auditoria, FlexMonitoring, a todas as rádios brasileiras e também um conjunto de serviços de informações para os radiodifusores, o FlexServices, objeto do prêmio.

Essa primeira fase do FlexServices inclui o FlexAccess (www.flexaccess.com.br), serviço de informações e distribuição digital de mídia e música para os radiodifusores que, com apenas 7 meses no ar, atinge mais de 2.500 rádios, sendo que os acessos diários são de 1.000 rádios.

“O prêmio é um gratificante reconhecimento pelo mercado do esforço da Crowley, juntamente com a ABERT e várias Associações Estaduais, pela valorização da mídia rádio e a facilitação da chegada de informações aos radiodifusores. Ficamos felizes também que hoje o Brasil, através da Crowley é a maior monitoração de rádio da América Latina”, conclui Paul Smith, Diretor Geral da Crowley.


Maiores Informações:
imprensa@cbab.com.br

III PRÊMIO ABANET / MSN BRASIL
www.aba.com.br

A ABA - Associação Brasileira de Anunciantes, através de seu Comitê de Marketing Digital & Tecnologia promove, a terceira edição de seu Prêmio ABANET / MSN Brasil, iniciativa que tem como objetivo ressaltar e prestigiar, em diferentes categorias, a melhor utilização do marketing digital e da tecnologia aplicada a propósitos mercadológicos e de comunicação. A premiação acontecerá no mês de novembro próximo.

Dirigido às empresas, agências e instituições de qualquer setor, o Prêmio vai avaliar os trabalhos desenvolvidos e que tenham obtido resultados comprovados até o primeiro semestre de 2004. Poderão concorrer casos de uso exclusivo da Internet ou outras formas de marketing digital ou, ainda, que tenham sido realizados de forma combinada da web com outros recursos; de aproveitamento de oportunidades ou de solução de problemas; de uso parcial ou na totalidade de uma operação empresarial; de uma única empresa competidora ou cooperados.

Em sua primeira edição concorreram 80 casos de 65 empresas de diversos segmentos, sendo 32 finalistas. Na segunda, em 2003, foram inscritos 100 casos de 80 empresas.